23/09/2007

Reflexo


Era ao reflexo que recorria quando precisava encontrar algo perdido em seu interior. O espelho servia de alter, a outra margem do lago estéril que se tornara. Encara. Não encontra nada além da secura que assola suas retinas.
Experimenta a sensação de ser um pedaço de chão semi-árido. Até a cisterna - depósito de sonhos - está vazia. Estiagem se estendendo além da conta. Desidratada, economiza lamentos.
Indiferença o que restava.
Muitas vezes, desatinou em busca desse gêmeo desgarrado – sua representação - que se recusava a aparecer, deixando estéreis seus momentos. O nada, ausência da presença contida no outro que era ela.
Agora - ao menos - descaso, insipidez na alma, fusão dos anseios tatuados na memória, breu a vedar as janelas do corpo. Impressões desaparecidas e um hiato que divide a si mesma.
Cega, por conta da profusão de desejos; surda, na superabundância de tristes ais; muda, frente ao alucinado grito que lhe furtara o tato da docilidade, o gosto da alegria e o cheiro da esperança.
Vastidão que brota na tessitura do mundo. Planaltos delirantes com picos a exibir, orgulhosamente, todo o sugar da vida. Sempre foi voluptuosa, enraizada na fome incessante do movimento. Arquiteta de idílios, moldava sua intimidade com maestria.
Hoje: insensiblidade. Correnteza desviante de todas as suas cobiças.
O banheiro, todo branco, contrasta com o carmim predominante em seus olhos ao relembrar quão prenhe de tudo já havia sido. Acabou por deslizar na íngreme trajetória de sua outra margem que seguia a linha horizonte, arrastando suas colinas e deixando uma planície de coisa alguma.
A indiferença não tem cumes. De tão ampla, só o vento passa por ela, sorvendo o querer e o sentir que encontra no caminho.
Num esforço colossal, resgata a voz e grita.
Ao menos poderia ouvir a concretude de seu eco na solidão do espelho que se tornou opaco.





Imagem: Hekate Hek

12 comentários:

Poliedro disse...

Querida Amiga:
Retracta deliciosamente o reflexo, a sensibilidade tornada insensibilidade e a indiferença perante uma vida esteoriotipada do mundo de hoje.
Fala um pouco melancolicamente do seu lindo Ser, dos sentimentos, dos instantes, do seu agradável sentir.
Porque razão abarca um magnífico Ser que habita sempre com encanto e delícia, tão desencantado nas palavras que costumam ser doces e belas?
Não sei, mas provavelmente devido a um momento menos agradável ou algum acontecimento ocorrido.
Força! Tem talento e escreve com encanto.
Então?
Beijos de muito afecto, estima e consideração
pena

Bina Goldrajch disse...

Nossa, eu amei esse teu texto!

E adorei teu novo slogan tb!

Beijoo!

auau disse...

LINDO TEXTO

boa noite com palavras inspiradoras
hihi
beijos



paz


Auíri

Wanderson "Wans" disse...

É senhora Fernanda, você conseguiu construir um mosaico de imagens e até alguns sentimentos com sua prosa. Diria até que a prosa atingiu lugares mais profundos que a veia.
Retrato da sua fome...
fome de expressão.
Beijin.

ro druhens disse...

Lembra da historinha do Mário Quintana? Alguém lhe perguntou como se escreve, ele respondeu: Começando com letra maiúscula e terminando com ponto final. O perguntador, meio pasmo, insistiu: e no meio? Bem, no meio tem que nascer poeta, disse o velho Mário, sem vergonha. Vc nasceu, eu não tenho nada a acrescentar. Seus textos, sejam eles em prosa, poesia ou proesia, batem mto fundo na minha alma, kd a cabeça pra analisar? Eu gosto e pronto. Bjo

Thiago Forrest Gump disse...

Maravilhoso!

Claudia Perotti disse...

Mais um espaço teu que arrasa! Uia!
Beijinhosssss

inutilia sapiens disse...

belo texto, adorei a foto do perfil...
mudou não é?
cigarro, meu velho amigo, talvez o melhor deles...
mas tive que matá-lo!
saudades!
=)
beijos, linda a foto...
cara de jornalista.

Bina Goldrajch disse...

Tem uma coisinha pra você lá no meu blog! =*

benechaves disse...

Pode-se dizer, minha querida Fernanda, que 'reflexo' é mais um texto de choque, de palavras fortes. Ao seu estilo. Ao seu modo descritivo.

Um beijo refletido...

ACANTHA disse...

Há um reflexo do avesso, Fernanda??

Fernanda Passos disse...

ahahaha! Bom Acantha, bom......
Existe sim. O reflexo do avesso é o lado certo, oras!
beijos.